Terça-feira, 30 de Junho de 2009

PARA REFLETIR

 

 

                        Cuidar da aparência é homenagear o outro. Infelizmente, esse pensamento não é meu. É da Gloria Kalil e foi expresso no Programa Roda-Viva, TV Cultura, no dia 29 de junho de 2009.

                         Isso implica muita coisa - respeito e apreço pelo outro, respeito aos rituais (isso não tem nada com caretice, gente) ter o que nossos avós chamavam de "berço". E lembrem - ter berço não tem nada com ser rico, ter posses. 

 

                          Pois é, gente, ser elegante, cuidar da aparência não é somente vestir um modelito lindo, caro, que te cai bem. O buraco é bem mais embaixo. Valeu, dona Glória.

sinto-me: nos trinques
publicado por cacá às 02:38
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 16 de Junho de 2009

IVETE E EU

 

 

       Em relação ao primeiro tópico, declarou ela que "o que mudou no mundo foi uma ética de comportamento". Prossegue narrando sobre as dificuldades, o trabalho enorme que é a produção de um CD ou DVD, para depois, sem mais, nem menos, a concorrência se apoderar de tudo aquilo e divulgar como se fosse seu."O mundo", diz ela, "perdeu o orgulho de ser correto".

        Quanto ao segundo, diz:"Como vou me magoar com o sistema todo? Vou privar meu fã de ter acesso a uma coisa que foi dada de forma livre? Vou colocá-lo em uma situação humilhante? A polícia reprime, condena e prende. Eu canto. Cada macaco no seu galho.Eu não sou a lei. Sou artista" Eu não entendi bem o que ela quis dizer com a primeira pergunta. Apesar disso, me parece claro que o sistema seria aquele referente à indústria fonográfica. Sendo assim, fica claro que se indispondo contra ele ou ela, sua vida profissional seria imensamente dificultada.

        Interessante também, é notar que em relação à pirataria, ela deixa bem claro que o papel de fiscalizar e reprimir não é do artista e sim, da polícia. O papel do artista é dar forma à arte, esse dom que lhe foi conferido de forma livre e gratuita, Tão livre, tão gratuita que, segundo ela, não faz sentido privar um fã do acesso aos produtos da Arte (cd, dvd, shows, suponho eu)

        Taí, dona Ivete, gostei. Simpatizo com a senhorita, com suas posições, principalmente políticas, embora não simpatize com os produtos de seus talentos musicais. Se a senhorita gravasse MPB das boas,bossa nova, eu juro que teria bastante cedês ou devedês com suas canções e shows. Nenhum deles, pirata!

sinto-me: tá frio nos trópicos
publicado por cacá às 02:47
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 7 de Junho de 2009

NOTAS PORCINAS

 

       Essa eu li no Portal Terra, no dia 04 deste mês de Junho. O título da matéria dizia:"Dilma e Alencar se encontram durante tratamento de câncer".  Gente, na hora eu não acreditei no que meus olhos viam. Imediatamente, minha porção Marquês de Sade foi acessada (para um usar um termo da moda) , e comecei a imaginar o provável diálogo que os dois poderiam ter travado. Não vou reproduzir ele aqui, pois acredito que seria uma coisa de muito mau gosto e de total falta de compaixão para com a ministra e o vice-presidente.

        É público que a ministra Dilma e o vice-presidente José de Alencar lutam contra o câncer. Posso estar enganado, mas ter um câncer não é uma coisa tão simples como ter um resfriado, uma unha encravada ou bicho de pé. O câncer é uma doença que coloca suas vítimas em situações de profundo sofrimento e dor (o autor da matéria parece que não sabe disso, lamentável)  Portanto, acredito que, aquilo que mais essas pessoas precisam é de paz e solidariedade e não de matérias jornalísticas de mau gosto e falta de sensibilidade. Será que nem nesses momentos de extrema dor, a mídia não pode deixar as pessoas em paz? Infelizmente, parece que não. Quem já viu "A Montanha dos Sete Abutres", do já falecido Billy Wilder sabe disso. O filme é de 1951, porém, atual como nunca.

        O grande fiasco midiático do ano parece que será a "Gripe do Porco", que os canais de televisão e os jornais e revistas ditos "comportados" denominaram de gripe suína ou gripe porcina, para lembrar a nossa querida Regina Duarte. Quando ela iniciou foi aquele carnaval. Notícias dadas de segundo em segundo, pintavam o quadro de uma moléstia mais avassaladora que a gripe espanhola. Pessoas andando pelas ruas com máscaras, pessoas em quarentena forçada, equipes mexicanas que disputavam a Taça Libertadores da América se retirando do torneio, países proibindo a aterrisagem de vôos procedentes do México, etc., etc., etc. Bem, o tempo passou e ...nada! Hoje em dia, no notíciário a Gripe do Porco é um dos últimos, senão o último ítem a ser transmitido. Que vergonha...what a shame....tanto barulho por nada. É isso que dá uma imprensa que se importa somente com a audiência.

        Ah ! e o desastre da Air France - que show de incompetência - o ministro da Defesa garante que os destroços eram do avião. Depois, vem o desmentido. E aquela série de entrevistas com os tais especialistas, querendo explicar o inexplicável. As entrevistas  com os parentes que, como soe acontecer, não são poupados em situações como essas. Claro, vale a notícia a qualquer preço e, preferivelmente, antes da concorrente. Que tédio!!! Uma coisa me encafifa - se a rota seguida pela aeronave cruzava regiões de frequentes e perigosas turbulências, porque a Air France não escolheu uma outra rota, mais segura para os passageiros? Se você sabe que o galho onde está pendurado é fraco, você procura outro, n'est pas? Entretanto, a Air France parece ter uma outra lógica...A foto que ilustra o artigo é a do porco e é proposital. Não se trata de uma homenagem ao Palmeiras, mas sim, de um protesto contras todas essas porcarias de nossa imprensa falada, escrita e visualizada. Fui...

       

       
       



       

       

sinto-me:
publicado por cacá às 17:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Junho de 2009

DEU NA INTERNET, DE NOVO

 

         Um cidadão português, cujo nome não foi publicado, foi pego no aeroporto internacional de Natal (Rio Grande do Norte), com muitas e muitas gramas de cocaína na cueca, branca por sinal. O gajo de 33 anos, é operador de máquinas e relatou que foi contratado em seu país por um desconhecido, para apanhar a "muamba", numa das estações do metrô, em São Paulo. A "branquinha" teria um destino certo - Amsterdã. Pelo servicinho ele receberia a importância de 2.500 euros. Ora, ora, pois,,pois...essa não é a primeira vez que um cidadão da terrinha é apanhado com a boca na botija em terras de Pindorama, fazendo coisas que a mamãe não ensinou. Ainda bem que ele não declarou que a muamba era para consumo próprio.Se tivesse declarado, eu cá estaria perpelexo pois nesta vida já vi muita coisa exótica, contudo, um traseiro que aspira cocaina é  exotismo demais.

          Descobriram que um dos passageiros do fatídico vôo da Air France, era uma senhora ou senhorita residente no bairro da Liberdade, em São Paulo, de descendência nipônica. Chegaram a essa conclusão depois que descobriram, entre os destroços da aeronave, os restos de uma mão feminina, segurando fortemente uma frasqueira. Dentro da frasqueira encontraram um pacote de miojo-lámen, três cubinhos de tofu e um pastel - tudo muito bem embrulhadinho em papel de arroz e em perfeito estado de conservação
.

sinto-me:
publicado por cacá às 04:32
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 2 de Junho de 2009

VOAR É...

 


      
        Estava ouvindo o noticiário, onde o que predominou foi o desaparecimento do avião da Air France, que fazia a rota Rio de Janeiro-Paris. A dita aeronave simplesmente desapareceu em algum ponto entre a costa brasileira e a costa africana. O avião estava e, de repente, não estava mais. Nessas ocasiões o que não falta são especialistas em tudo quanto é coisa - desde rotas comerciais da aviação até parafuso de porta de banheiro de aeronave.

        Vocês já notaram que toda vez que ocorre um desastre de grandes proporcões, esses tais especialistas sempre falam sobre como o avião é um veículo de transporte seguro? Eles falam tanto que no final, você fica com a impressão de que o culpado pela tragédia foi Deus. Eu, hein? Para mim, construir avião seguro é o mesmo que impedir que um bicho selvagem fuja de uma jaula que  não tem porta. Eu sou radical - voar é com pássaros, bruxas e Espírito Santo. 

sinto-me:
publicado por cacá às 03:50
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

TESOUROS PERDIDOS

I WON'T CRY FOR YOU, ARGE...

VOLTEI PRO MORRO

SE...

SOSSEGADO E CRUCIFICADO

AO SUL DO EQUADOR

HABEMUS DILMA

FILHO DE PEIXE, NEM SEMPR...

arquivos

Maio 2015

Julho 2014

Abril 2014

Junho 2011

Março 2011

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

blogaqui?

já visitaram esse blog

subscrever feeds