Domingo, 21 de Novembro de 2010

AO SUL DO EQUADOR

 

Neste final de primavera, aconteceram alguns fatos interessantes sobre os quais vale a pena comentar. O primeiro deles diz respeito a um brasileiro que, por fazer xixi na rua foi morto com uma facada. O fato aconteceu na localidade de Caldas da Rainha, a 100 quilômetros de Lisboa. Seu nome era Luciano Correia da Silva, 28 anos, natural de Rondônia (Brasil). Era serralheiro, casado com Andressa Valéria, manicure de profissão. O assassinato ocorreu no domingo de madrugada, depois que o casal saíra de um bar. O rapaz resolveu parar para urinar, quando um homem que por ali passava começou a gritar:"Brasileiro de merda, volta para a tua terra, vagabundo". Em seguida, partiu pra cima do mijão e com canivete atingiu profundamente o peito do brasileiro, que mesmo sendo levado ao hospital não resistiu ao ferimento e faleceu.

Acredito que a ocorrência insere-se no capítulo da xenofobia geral que assola todos os continentes, principalmente a Europa.Nós, aqui do Brasil, sabemos que nossos conterrâneos não são bem vistos e queridos por esse mundo globalizado afora. Os brasileiros descendentes de japoneses que estão trabalhando no Japão fazem relatos surpreendentes a respeito do preconceito de que são vítimas. Um desses relatos faz referência ao fato de que, em certo locais do Japão, se um brasileiro entra num supermercado para fazer compras, imediatamente o circuito interno de alto falantes alerta à clientela, dizendo que há brasileiros presentes no recinto. Em outras palavras, previnam-se há ladrões no pedaço. Parece que por aí afora, os brasileiros tem fama de trapaceiros, desonestos, ladrões e, nesses últimos tempos, prostitutos e prostitutas. Como se vê nada de muito edificante.

Face a isso, eu costumo dizer que estamos dando o troco daquilo que nos deixaram. Os livros de história narram que os primeiros habitantes do Brasil, eram os degredados, ou seja, pessoas que por várias razões foram expulsas de Portugal e remetidas para cá. Ou seja, Portugal despachou para cá o seu lixo humano. Deu no que deu - as crias desse lixo humano, resolveram conhecer o país de seus antepassados - uma questão de troca de gentilezas.

Continuando, domingo passado, lá pelas 6 da matina, três rapazes identificados foram, gratuita e brutalmente, agredidos por cinco rapazes de classe média alta. Um dos agressores confessou que assim o fez porque os agredidos eram homossexuais. Um dos agredidos chegou a ser hospitalizado, no entanto, está fora de perigo. Dos agressores, quatro eram menores de idade. O fato só não foi mais trágico porque um vigia de um dos prédios, vendo aquela pancadaria, interveio dando umas porradas nos quatro guapos agressores. Levados para a delegacia, o maior responderá ao processo em liberdade. Os quatro menores foram despachados para seus respectivos lares, porque o juiz decidiu que não era caso para interná-los num dos alojamentos da fundação do menor. Para aquele senhor, espancar alguém na rua é normal. Como se diz: "de cabeça de juiz e de bunda de criança sai qualquer coisa."

Aliás, a legislação brasileira está recheada desses esquisitices. O cidadão, menor de 18 anos de idade, é uma figura inatacável. Recentemente, o presidente Lula, assinou uma lei que proíbe castigos físicos para crianças e adolescentes. Concordo plenamente, mas há uma diferença entre você dar uma chinelada pra manter a disciplina e encher a criança de pancada. No entanto, o fato que mais me estarrece é a tal imputabilidade do menor de 18 anos de idade. Se um menor mata alguém, ele não vai preso - fica numa instituição até atingir a maioridade. Depois sai de lá e tudo bem, ou seja, não responderá pelo crime cometido, pois supõe-se que ele não sabia o que estava fazendo. As consequências dessa leniência não poderiam ser outras - bandidos, chefes do tráfico de drogas estão utilizando crianças e jovens para auxiliá-los no roubo, no assassinato e também como "mulas" ou "aviõezinhos"

Mais outra esquisitice de nossa legislação, essa no campo eleitoral Três dias antes e três depois de uma eleição, o eleitor não poderá ser preso, a não ser em flagrante. Ou seja, você matar alguém nesse período e, se não for pego em flagrante, poderá aproveitar a "folga" para escapulir, pois essa trégua impedirá a polícia de ir em seu encalço. Nem mandados de prisão podem ser executados nessa época. Além disso, os presos aqui tem direito à visitas íntimas - ou seja - podem receber em suas celas quem quer que seja para por em dia sua atividade sexual. Até certo ponto, o crime compensa - além de você ter casa, cama, comida e roupa lavada pode dar uma "bimbada", porque a lei assim o permite. Essas circunstâncias aliadas à morosidade da justiça e à impunidade gerada pela legislação penal transformam o brasileiro num dos povos mais simpáticos à pena de morte.

E assim a caravana vai passando e, à medida que ela passa, mais forte torna-se minha impressão de que na criação do gênero humano Deus ou a natureza cometeu um lamentável engano e está com vergonha de admiti-lo

 

1 - a foto foi tirada no Jardim Botânico, em São Paulo, numa tarde linda de inverno, em 03 de agosto deste ano.

2 - mula - pessoa, geralmente insuspeita, que transporta uma certa quantidade de drogas de um país para outro, ou de uma cidade para outra.

3 - aviaozinho - pessoa que transporta pequena quantidade de droga para  usuários  locais

4 - bimbada - ato sexual.

 

publicado por cacá às 15:37
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

TESOUROS PERDIDOS

I WON'T CRY FOR YOU, ARGE...

VOLTEI PRO MORRO

SE...

SOSSEGADO E CRUCIFICADO

AO SUL DO EQUADOR

HABEMUS DILMA

FILHO DE PEIXE, NEM SEMPR...

arquivos

Maio 2015

Julho 2014

Abril 2014

Junho 2011

Março 2011

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

blogaqui?

já visitaram esse blog

subscrever feeds