Segunda-feira, 9 de Junho de 2008

ARIGATÔ

 

 

Neste junho, comemoramos os cem anos da imigração japonesa. Há cem anos atrás, aportava em Santos, o Kasato Maru, trazendo a primeira leva de imigrantes, vinda do país do Sol Nascente. Depois dele, muitos outros "kasatos" deve ter havido, trazendo em cada um deles,aquelas pessoas misteriosas, de olhos puxados, cabelos negros, lisos, completamente lisos.

 

  Fico pensando nas ínúmeras razões que apontaram nosso país, como um caminho viável para essa gente. Pobreza, superpopulação, desejo de aventuras - as razões podem ser tantas, quantos foram aqueles que naquela por aqui chegaram. Seja como for - sem essas razões, eu não teria conhecido a Elisa, a Aurora, o Kazuo, o Jorge, o Yutaka, a Shiguemi, a Satiko, aYoko, a Rosa, a dona Joana, a Teresa, a Clarice, o Roberto, o Kazuia, a Fumiko, a Leiko, o seu Koga, oseu Nissighima, a Dayse, a Glória, o Sérgio, o Luiz e tantas outras pessoas legais, de olhos puxadinhos, que ao longo desses anos passaram pelo meu caminho.

 

  Sem essas razões, eu não teria aprendido  o significado de gorran, bacataré, bendiô, obassan, issan, ofurô, missô. Sem essas razões, eu não saberia que a morte pode ser uma ocasião para dançar, usando roupas coloridas, muito coloridas, ao som de uma música estranha, embalando palavras que mais pareciam de uma outra galáxia.  Também não teria conhecido e gostado daqueles docinhos de feijão, que eu e mais um bando de meninos roubávamos dos túmulos, logo após o entêrro de uma daquelas pessoas.

 

  Sem essas razões, não sei  como seria minha vida. Porém, tenho a certeza de que seria uma vida menos rica, mais rígida, menos diversificada. Que bom que aquelas pessoas vieram, que bom que aqui permaneceram. Que bom que estamos construíndo nossa casa, nosso país. A todos vocês, pessoas de olhos puxadinhos, cabelos negros e lisos, muito lisos,  o nosso mais profundo arigatô.

  

 

sinto-me:
publicado por cacá às 02:06
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 10 de Outubro de 2007

VERSOS PRIMAVERIS, CO...

Pelas campinas sem fim Voam gentis borboletas Com suas asas sutis Verdes, vermelhas e pretas Oh, quem me dera...

Ler artigo
sinto-me:
publicado por cacá às 04:11
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

ARIGATÔ

VERSOS PRIMAVERIS, COM RI...

arquivos

Maio 2015

Julho 2014

Abril 2014

Junho 2011

Março 2011

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

blogaqui?

já visitaram esse blog

subscrever feeds