Domingo, 15 de Abril de 2007

O CHEIRO DO RALO - EM MEU CAMINHO

  Tô subindo a Augusta, caminho do metrô, saindo do cinema onde fora ver "O Cheiro do Ralo"... Ali, na altura do Frevinho, um grupo de garotos, todos vestidos de preto, sentados na calçada. Eram garotos de várias cores, todas de tons escuros, muito próximos das roupas que usavam. Para quem ainda não sabe, aqui, no Brasil as pessoas não pertencem a essa ou aquela raça. As pessoas tem cores, cujos nomes não são muito convencionais. Assim, temos o branco, o branquelo, a branquinha, o branquicelo, o desbotado, o barata-descascada, o preto, o pretinho, o nego, a nega, o negão, a negona, o neguinho, o nego-aço, o nego tifu, o nego azulado, o nego azeviche, o nego jabuticaba,  o mulato, o crioulo, o crioulão, a loira,a louraça, a loirinha,  a morena, a moreninha, a mulata, a mulatinha, o italianinho, o alemão, a alemoa, o japonês, o japa, o japinha, o coreano, o corê, o chinês, o judeu, o turco, o sírio-libanês...são cores que não acabam mais. E, com toda essa gama riquíssima de cores pessoais, o Movimento Negro só enxerga duas cores, que ele chama de raças ou seria etnias - pretos e brancos, ou negros e arianos. Azar do Movimento Negro -  vai se ferrar com essa mania de querer dividir as pessoas em duas cores, de não querer enxergar as nuances, a variedade. Se você não enxerga, como pode acertar o caminho? Bem, deixa pra lá...

 

    Voltando ao começo - estava eu subindo a Augusta, a caminho do metrô e ... dou de cara com grupo de garotos, todos vestidos de preto, sentados na calçada. Em torno deles, vários sacos de lixo, sacos todos - pretos. E, no meio de tudo isso, vários cachorros, alguns pretos, outros acinzentados, andando de um lado para outro, ora lambendo um dos garotos, ora sendo se intrometendo no meio deles. Os garotos riam - assim, sem motivo, se é que se precisa de um motivo para rir. Contudo, riam, como se fosse a única coisa que soubessem fazer. Comemoravam o fato de estarem juntos, a vida explodia através do seu riso. Tava na cara que algum produto não identificado tinha um pouco a ver com tudo aquilo. Mas, e daí - nos dias de hoje, é bom que não se esqueça, há muito pouca alegria espontânea, que saia de lá, da medula da alma. Quando passei,  um deles me pediu uma moedinha. Encarei-o e fiz um gesto acusando que havia captado sua mensagem e que não dispunha da tal moedinha. E, continuei subindo a Augusta, desta vez enfiando a mão nos bolsos da calça, gesto de pura defesa e preconceito. E foi então, que descobri que tinha duas moedinhas de cincoenta centavos. Dei uma freada e voltei na direção da garotada. Como disse no início, eu fora ver "O Cheiro do Ralo", e saí de lá me sentindo tão merdinha. Entreguei a moeda para um deles. Um preço muito barato para o "obrigado, tio" com que ele me retribuiu.

 

 

    Segui pra casa, não fui de metrô, fui de ônibus. Desci no Largo Ana Rosa. Passando em frente à agência do Banco do Brasil, o que vejo na calçada, à minha espera? Uma moedinha de cincoenta centavos. Apanhei-a, claro...e fiquei pensando: porque será que a moedinha me foi devolvida? O pessoal engajado nas lutas políticas das pessoas que são da cor preta, dizem que as pessoas, que formam os outros grupos de cor,  têm uma dívida social muito grande, em relação às elas, pessoas da cor preta. Parece que chegaram até a calcular o quanto cada uma delas deveria receber. Eu tentei pagar microscópica parte de minha dívida. Entretanto, esse pagamento não foi aceito. Porque será?

 
 

sinto-me:
publicado por cacá às 06:08
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

TESOUROS PERDIDOS

I WON'T CRY FOR YOU, ARGE...

VOLTEI PRO MORRO

SE...

SOSSEGADO E CRUCIFICADO

AO SUL DO EQUADOR

HABEMUS DILMA

FILHO DE PEIXE, NEM SEMPR...

arquivos

Maio 2015

Julho 2014

Abril 2014

Junho 2011

Março 2011

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

blogaqui?

já visitaram esse blog

subscrever feeds