Terça-feira, 13 de Novembro de 2007

VI E NÃO GOSTEI - HAIRSPRAY


  Foi curiosidade sim, que me levou ao cinema para ver a nova versão de "Hairspray", com John Travolta fazendo o papel que na versão original, de 1988, foi desempenhado por Harris Glen Milstead, mais conhecido por Divine, a rainha do mundo e dos filmes trash - para mim, insuperável até hoje!

 

  Não me arrependi porque matei a curiosidade, mas...que horror. Travolta faz uma Edna Turnblad mais insossa e sem graça que sopa de miojo com broto de feijão. Realmente, o mocinho não leva jeito pra coisa. O único ponto a seu favor é que, apesar de estar deslocado no papel, ele consegue imprimir um ritmo à sua performance. Dessa maneira, sua Edna, a despeito de soar mais falsa que uísque made in China ou Paraguai, mostra consistência de uma sequência para outra. E só!

 

  O filme não agrada, sua assepsia é tediosa, os números musicais se tornam longos, cansativos. O original de John Waters, era bastante apimentado e com um humor bem ácido, sem mencionar os verdadeiros panetones que adornam a cabeça das personagens femininas. Quem viu o seu "Hairspray" não esquece dos olhares nada castos e pudicos que Tracy Turnblad (personagem de Rikki Lake) dirige aos bofes enfileirados em sua frente,na sequência do Lady"s Choice. E isso porque ele decidira fazer um filme mais palatável,  tentanto agradar um público mais amplo. Prova disso é que o seu "Hairspray", em se tratando de escracho,  está bem longe de seu "Pink Flamingos", onde "Babs Johnson" (personagem de Divine) encerra o filme com a antológica cena,  na qual ela come cocô de um cachorrinho, que defecara, numa das calçadas de Los Angeles - soberbo, estupendo, realmente "divine"!

 

  Enfim, se você não viu, não perdeu nada. E se quiser ganhar alguma coisa, dê um pulo nas locadoras especializadas e veja a versão original de Hairspray. Até onde sei, as cópias são em VHS. Se conseguir encontrar uma cópia boa em DVD, aproveite e assista também a "Pink Flamingos" e " Female Trouble". Aí sim, é que você vai saber o que é escracho e, terá então uma idéia mais precisa da distância que separa a Edna Turnblad de Divine, da Edna Turnblad de John Travolta. Há um detalhe - a locadora "2001" dispõe das cópias de Pink Flamingos e Female Trouble. Infelizmente, a Continental, que no caso detém os direitos de distribuição, usou um material de quinta para fazer as cópias. Resultado -  as cópias são imprestáveis. Contudo, não perca as esperanças - batalhando e garimpando é possível encontrar cópias boas. Vale a pena.

sinto-me:
publicado por cacá às 02:22
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

TESOUROS PERDIDOS

I WON'T CRY FOR YOU, ARGE...

VOLTEI PRO MORRO

SE...

SOSSEGADO E CRUCIFICADO

AO SUL DO EQUADOR

HABEMUS DILMA

FILHO DE PEIXE, NEM SEMPR...

arquivos

Maio 2015

Julho 2014

Abril 2014

Junho 2011

Março 2011

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

subscrever feeds